Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária

ELVAS: Câmara cria sala de apoio ao estudo para alunos do 1.º ciclo

A Sala de Apoio Virtual, com recurso à Plataforma Mais Sucesso, para os alunos do 1º ciclo de todos os agrupamentos escolares, é uma das medidas excepcionais implementadas pelo Município, no âmbito da pandemia e do confinamento.

Este apoio encontra-se sob a responsabilidade da Equipa Multidisciplinar do Projecto Mais Sucesso Escolar, que em articulação com os professores titulares e os Encarregados de Educação, irá tentar colmatar as necessidades de aprendizagem dos alunos. A Sala de Apoio Virtual irá funcionar de segunda a sexta-feira, entre as 16 e as 17 horas, de forma a complementar as actividades lectivas já programadas pelos professores titulares.

Os professores que pretendam efectuar referenciações e os Encarregados de Educação que pretendam solicitar este apoio podem fazê-lo para o e-mail da equipa: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar , com informação do aluno: nome, ano, escola, nome do encarregado de educação, contacto de telefone e e-mail e nome do professor titular.

CRATO: GNR detecta propriedade com espécies cinegéticas em cativeiro


 
A Guarda Nacional Republicana (GNR) detectou no concelho do Crato, uma  propriedade que possuía ilicitamente espécies cinegéticas em cativeiro.

De acordo com o Comando Territorial de Portalegre da GNR, no decorrer de uma acção de fiscalização para a prevenção e detecção de situações ilícitas, os militares da Guarda apuraram que a propriedade detinha em cativeiro dois veados, cervus elaphus, um macho e uma fêmea, três gamos, dama dama, um macho e duas fêmeas, e três muflões, ovis orientalis, um macho e duas fêmeas.

Foi elaborado um auto de contra-ordenação por detenção de espécies cinegéticas em cativeiro sem a devida licença, que foi remetido ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

MONFORTE: GNR detecta poda ilegal a cerca de 3.000 azinheiras


 
A Guarda Nacional Republicana (GNR) detectou esta quarta-feira, dia 24 de Fevereiro, o corte rente e a poda mal executadas de cerca de 3.000 azinheiras, no concelho de Monforte.

No âmbito de uma acção de patrulhamento de protecção florestal, os militares da Guarda detectaram, numa área aproximada de 42 hectares, o corte rente de 1.939 azinheiras em bom estado vegetativo e a poda mal executada de 1.058 azinheiras, também em bom estado vegetativo.

No decorrer das diligências policiais, foi solicitada a colaboração do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) para avaliar o impacto no ecossistema e a destruição do estado vegetativo das árvores, tendo sido elaborado um auto de contra-ordenação por falta de autorização do corte de azinheiras adultas e de poda mal executada.

Foi ainda elaborado um auto de notícia por danos contra a natureza. Os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Portalegre.

A GNR recorda que o corte ou arranque das espécies de azinheira e sobreiro em povoamento ou isolados, carece de autorização prévia, uma vez que estas espécies incluem alguns dos biótopos mais importantes ocorrentes em Portugal continental em termos de conservação da natureza. Desempenham assim uma importante função na conservação do solo, na regularização do ciclo hidrológico e na qualidade da água. Têm ainda um elevado interesse económico a nível local, desempenhando um papel fundamental na produção animal, nomeadamente destinada a produtos tradicionais.
Faixa publicitária
Faixa publicitária

ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´