Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária

Revista da Delta, já está disponível online e mais próxima de todos


 
Com foco no futuro e para estar mais próxima de todos, a revista D de Delta, DDD, assinala a sua 10ª edição com o arranque do projeto em formato online,  disponibilizando  agora todos os seus conteúdos em formato online e gratuito, com um design simples e apelativo, chegando assim a um público mais vasto.
 
A DDD – Dê de Delta (https://dddelta.com/) é a revista de um grupo empresarial, mas não é uma revista autocentrada. Ela pretende dar a conhecer o universo Delta através de diversas histórias e procurando valorizar o melhor que Portugal tem para oferecer.
 
Com tecnologia responsive para garantir a melhor navegação, um design adaptável aos diversos dispositivos e uma estrutura organizada por secções para uma experiência intuitiva, no site da DDD é possível fazer a consulta dos diversos conteúdos e entrevistas publicadas em revista desde o primeiro número em 2020.
 
Nesta edição dedicada ao tema “Rituais”, destaca-se a entrevista a Margarida Couto, sócia-fundadora da Vieira de Almeida & Associados. Esta edição é também marcada por efemérides centenárias. Duas pastelarias icónicas do Porto e Lisboa – o Café Majestic e a Pastelaria Versailles – celebraram em novembro os 100 anos a enriquecer o património cultural das duas cidades.
 
A DDD é um projeto editorial destinado a clientes, parceiros e fornecedores, mas também a todos os leitores que se identificam com os valores e princípios que marcam o Grupo Nabeiro. Uma revista que desafia e promove a inovação, que acredita na excelência, que vive da criatividade, que admira e promove o espírito empreendedor e que pretende ser mais uma ferramenta de ligação com os clientes da marca.

Aquila Clean Energy e Universidade de Évora vão estudar as melhores espécies para cultivar na Central Solar do Cercal


 
A Aquila Clean Energy EMEA, plataforma de energias renováveis da Aquila Capital na Europa, assinou uma parceria com a Cátedra de Energias Renováveis da Universidade de Évora (CER-UE) para o desenvolvimento de um projeto-piloto de agrivoltaico na Central Solar Fotovoltaica do Cercal, em Santiago do Cacém, com o objetivo de identificar as melhores práticas agrícolas e espécies a cultivar na área de implantação da central, entre os painéis solares, mas também nas áreas envolventes não utilizadas.
 
Esta é uma das soluções encontradas para responder a uma das principais preocupações sentidas localmente, que questionava a viabilidade da produção agrícola nas terras onde serão instalados os módulos solares.
 
Através da exploração do conceito agrivoltaico (a coexistência de painéis solares e culturas agrícolas no mesmo local), a CER-UE vai identificar, através de um estudo científico, as espécies mais habilitadas para cultivo agrícola no terreno, tendo em conta o tipo de solos e respetiva exposição solar, procedendo também à análise da interface entre a produção solar e agrícola, identificando sinergias entre ambas as atividades.

O objetivo desta parceria é garantir uma coexistência harmoniosa entre a produção de energia e práticas agrícolas, aliadas à preservação da biodiversidade local e proteção de espécies com interesse de conservação.

Vila Galé aumenta em 11% os salários dos colaboradores do grupo


 
Os hotéis Vila Galé vão dar, em 2023, aumentos médios de 11% aos cerca de 1350 colaboradores, subindo também o salário mínimo praticado no grupo para novecentos euros. Este ano, o grupo hoteleiro promete ainda criar soluções para apoiar o acesso à habitação e contribuir com outros apoios sociais e incentivos para os seus colaboradores.

Segundo fonte do grupo Vila Galé, estas medidas visam contribuir para progressivamente subir o vencimento médio praticado e reforçar os benefícios dados aos colaboradores, e que incluem já, por exemplo, férias gratuitas e descontos até 65% nos hotéis Vila Galé, seguro de saúde, prémios anuais de produtividade, planos de formação contínua ou bolsas de apoio à educação, além de traduzirem uma redistribuição dos resultados alcançados no ano passado.

Com 37 hotéis em Portugal e no Brasil, o grupo hoteleiro alcançou em 2022 um volume de negócios de 218 milhões de euros, mais 20% do que em 2019.

Nos 27 hotéis em Portugal, as receitas somaram cerca de 135 milhões de euros – mais 17,5% quando se compara com o período pré-pandemia –, com cerca de 973 mil quartos ocupados, 1,95 milhões de dormidas e 670 mil clientes, contando com as novas unidades abertas em 2020.
Faixa publicitária
Faixa publicitária

ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´