Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária

Júri nacional aprova bandeira azul na praia fluvial de Monsaraz e felicita autarquia pelo desempenho em 2020


 
O júri nacional do Programa Bandeira Azul aprovou pelo quinto ano consecutivo a atribuição do galardão Bandeira Azul à praia fluvial de Monsaraz. Este júri composto por 30 entidades da administração pública e da sociedade civil já submeteu e recomendou a aprovação desta candidatura ao júri internacional do Programa Bandeira Azul 2021, que vai deliberar até ao final deste mês.
 
A praia fluvial de Monsaraz cumpriu os critérios de avaliação sobre boas práticas ambientais, análises da qualidade da água balnear, códigos de conduta ambiental, visitas de controlo nacionais e internacionais/ocorrências, painel comum de informação e actividades de educação ambiental. O júri nacional do Programa Bandeira Azul felicitou o Município de Reguengos de Monsaraz "pelo excelente desempenho na época balnear de 2020, que requereu um envolvimento e um empenho excepcionais no cumprimento de regras de segurança".
 
A praia fluvial de Monsaraz foi inaugurada em 2017 e todos os anos recebeu a bandeira azul. Em 2019 foi atribuído à praia o primeiro prémio da Praia + Acessível, no âmbito do programa "Praia Acessível – Praia para Todos".
 
Assim, a praia de Monsaraz tem a bandeira azul, a bandeira de Praia Acessível e a classificação de Praia Saudável por ter as devidas normas de segurança e de qualidade do ambiente. A praia tem 150 metros de extensão, uma torre de vigilância e posto para os nadadores salvadores, posto médico com desfibrilhador automático externo, duches públicos, cadeiras anfíbias, rampas de acesso à água para utilizadores com dificuldades de mobilidade e estacionamento para 500 lugares, incluindo para veículos de pessoas com mobilidade reduzida.
 
Os veraneantes podem ainda usufruir das infraestruturas do Centro Náutico de Monsaraz, nomeadamente um bar/restaurante, parque infantil, zona de merendas, ancoradouro e rampa para acesso dos barcos à água. Na praia há também espaços para venda de artigos de praia, bebidas, comida rápida e gelados e os operadores disponibilizam passeios de barco e desportos náuticos.
 
O Município de Reguengos de Monsaraz assinou um protocolo com a Sines Tecnopolo – Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica Vasco da Gama e a ADRAL – Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo para o desenvolvimento do projecto "Internacionalizar + Estações Náuticas do Alentejo", nomeadamente para as estações náuticas de Monsaraz, de Alqueva – Moura, de Sines, de Avis e de Odemira.

Movimento Cívico Por Elvas apresenta candidatos à Câmara Municipal


 
José António Rondão Almeida, Anabela da Conceição Costa Tinta-Fina Cartas, Marco André Lourenço Matroca, Hermenegildo José Durão Rodrigues, Ana Isabel Marques Santos Canito, Hugo Alexandre Guerra Amante e Joaquim Barbas Pires são os candidatos efetivos pelo Movimento Cívico Por Elvas à Câmara Municipal de Elvas.

O anúncio foi efetuado ao final da tarde desta terça-feira, dia 20 de abril, em conferência de imprensa.

Integram ainda a lista à Câmara Municipal de Elvas, Bruno Miguel Moreira Reis, Cátia Helena Orelhas Bajuca, Germano Ângelo Flecha D’Assa Castel Branco, Luís Filipe Rosa Brasão, Maria Deolinda Carvalho Rodrigues Pinto, Maria Rosalina Ferreira Catarino Pacheco e Sara Alexandra Zacarias Macareno.

Operação de fiscalização “ECR Veículos Pesados” da GNR decorre até dia 25

A Guarda Nacional Republicana (GNR) está a realizar até ao próximo domingo, dia 25 de Abril, uma operação de fiscalização intensiva de veículos pesados, orientando as acções para as vias mais críticas à sua responsabilidade e onde se verifique um maior volume de tráfego deste tipo de veículos, de modo a promover a segurança rodoviária e a diminuição do risco de ocorrência de acidentes de viação.

Nesta acção, irão ser empenhadas as subunidades de trânsito dos Comandos Territoriais do Continente e da Unidade Nacional de Trânsito (UNT), na realização de acções coordenadas de fiscalização de veículos pesados. Estas acções visam melhorar a sustentabilidade, a concorrência e as condições de trabalho em transporte rodoviário, através do cumprimento dos regulamentos existentes, com especial incidência nas matérias de manipulação e de Sistema de Redução Catalítica Selectiva (SCR), designadamente na detecção de situações de manipulação de sistemas que inibem a utilização de AdBlue, aumentando a eficácia e a qualidade dos serviços prestados pela Guarda aos utentes das vias.

De recordar que nos anos de 2019 e 2020, a GNR registou 11.159 acidentes envolvendo veículos pesados, dos quais resultaram 14 vítimas mortais e 36 feridos graves, entre condutores e passageiros.

Faixa publicitária
Faixa publicitária

ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´