Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária

Arte rupestre no Guadiana está a atrair mais turistas a Elvas

Avaliação: / 0
FracoBom 
As gravuras descobertas nas margens do rio Guadiana, em Elvas, que especialistas acreditam ser de arte rupestre, constituem um "novo ponto de interesse" que está a atrair mais visitantes, disse Nuno Mocinha, presidente do município.

"É um novo ponto de interesse, não só de especialistas, de pessoas que já de si têm uma apetência natural para este tipo de arte, mas também de curiosos e de pessoas que gostam de ver quando se fala de peças com mais de cinco mil anos", afirmou o autarca socialista.

Quando uma "notícia com este impacto" surge na opinião pública, segundo o autarca, "é natural" que "desperte" a curiosidade das pessoas, o que tem levado "muitos visitantes" a calcorrearem as margens do rio, junto à ponte da Ajuda, em busca dos achados, que estão a ser analisados pela Direcção Regional de Cultura do Alentejo.

Considerando a descoberta "inédita", Nuno Mocinha relatou que "há muitas pessoas" que visitam Elvas e questionam onde podem encontrar as gravuras nas margens do Guadiana.

As cinco gravuras, que vários especialistas e arqueólogos admitem ser da época pós-paleolítica, foram encontradas no início deste mês por um antigo militar espanhol, Joaquin Larios Cuello, na zona da ponte da Ajuda, no concelho de Elvas.

O historiador Luís Lobato de Faria, que tem acompanhado no terreno a descoberta, disse que as gravuras aparentam ter "milhares de anos” e lembram a forma de serpentes e de figuras humanas através de picotados em rochas.
Faixa publicitária

ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´