Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

Voluntariado para desenvolver capacidade humana dos trabalhadores

A empresa Delta Cafés , está a apostar no voluntariado como forma de apoiar a sociedade e desenvolver as capacidades humanas dos seus trabalhadores.

“Eu sempre sonhei que, se pudesse, pensava nos outros, porque em certa altura, também tive quem pensou em mim. E realmente, este voluntariado não é uma arma mas sim um desígnio, esse é que é o caminho certo, é sermos úteis” sublinha Rui Nabeiro, presidente do conselho de administração do Grupo Nabeiro.

Através da criação de uma associação de solidariedade social própria, o “Coração Delta”, o Grupo Nabeiro é hoje uma porta aberta para acções de voluntariado e apoia vários projectos sociais, entre os quais o Hospital de Santa Luzia em Elvas.

Todas as tardes, um conjunto de funcionárias percorre as enfermarias, espalhando a atenção, o carinho e a amizade por todos os doentes, especialmente entre os mais idosos.

“O ser voluntário não é só dar comida, é saber ouvir e dar uma palavrinha de apoio” realça Maria de Jesus Gil, que integra a equipa do “Coração Delta”.

Com o passar dos dias, o tempo disponibilizado com os doentes permite criar uma relação mais próxima. O voluntariado, mais do que um projecto, torna-se numa forma de vida, num envolvimento emocional que é impossível deixar para trás.

“Há várias vezes em que somos apanhadas de surpresa, que vimos um bocado abaladas” conta Anabela Simas, outra das funcionárias do Grupo Nabeiro que abraçou este trabalho. “Mesmo que a gente não queira, sempre vivemos as situações que vamos apanhando ao longo destes dias que lá vamos. Mas nós, quanto mais vezes vamos, aprendemos a conviver com essas situações” acrescenta.

O crescimento pessoal e afectivo que se verifica em cada funcionário, ao participar nos projectos de voluntariado, é para Rui Nabeiro, outro grande objectivo.

“Estou a investir mais, estou a dar-lhes uma consciência, estou a aproximá-lo de uma realidade de vida”. Cada vez mais, as palavras “solidariedade” e “voluntariado” estão a entrar no vocabulário quotidiano das empresas, algo que, para o presidente do conselho de administração do Grupo Nabeiro, só pode trazer frutos positivos.  “Eu noto que, após toda esta atitude, o pessoal é mais forte, mais carinhoso, mais amigo, mais saudável”, conclui Rui Nabeiro.

Além de protocolos desenvolvidos com diversos hospitais do país, o Grupo Nabeiro, através da associação “Coração Delta”, apoia dezenas de famílias no concelho de Campo Maior e mais de 100 instituições a nível nacional.

2011 é o Ano Europeu do Voluntariado, por decisão do Conselho de Ministros da União Europeia, com o objectivo de estimular o desenvolvimento de “actividades voluntárias que promovam uma cidadania activa”.

INAUGURAÇÃO | ELVAS: Segunda fase da envolvente ao viaduto e iluminação das muralhas

A Câmara Municipal de Elvas vai inaugurar a segunda fase da obra de requalificação da envolvente ao Viaduto e a segunda e maior parte da iluminação das muralhas seiscentistas da Cidade. A cerimónia tem lugar no dia 13, domingo, às 15 horas.

A primeira fase da envolvente ao Viaduto, à volta da Igreja de Nossa Senhora da Nazaré, foi inaugurada em 19 de Setembro de 2010. No que respeita à primeira fase da iluminação das muralhas, das Portas da Esquina às Portas de Olivença pelo Jardim das Laranjeiras, acendeu pela primeira vez em 8 de Dezembro de 2009.

Com estas duas obras a inaugurar no domingo à tarde, a Câmara Municipal pretende dar um novo arranjo ao acesso mais movimentado ao Centro Histórico da Cidade e tornar a cintura de muralhas de Elvas num grande cartaz de atracção cultural e turística à noite, tal como já o era de dia.

Após a cerimónia inaugural, vai seguir-se um convívio entre todos os presentes, para o que são convidados os residentes na Cidade. Para tal, a Câmara Municipal apela aos Elvense e conta com a sua presença nesta festa. A concentração dos convidados é na Avenida de Badajoz, do lado contrário ao portão principal do Jardim Municipal.

Câmara vai dar “Abraço Solidário” a carenciados do Concelho

O executivo da Câmara Municipal de Elvas, na reunião de 9 de Fevereiro, aprovou o Regulamento Municipal do Programa “Abraço Solidário”, um documento a enviar à Assembleia Municipal. Em mais um programa da área social, a Câmara vai assegurar o fornecimento de refeições a pessoas e famílias que vivam com dificuldades financeiras.

Em Elvas, as refeições vão ser confeccionadas e distribuídas pelo Lar Júlio Alcântara Botelho e servidas aos carenciados na sede da ARPI e nos centros de convívio da Belhó/Raposeira, da Boa-Fé e do Terreirinho de João Domingues. Em Barbacena, Santa Eulália, São Vicente, Terrugem, Vila Boim e Vila Fernando, as refeições são confeccionadas e servidas nos refeitórios escolares dessas localidades.

A Feira de Antiguidades e Velharias, realizada semanalmente às segundas-feiras no tabuleiro da Praça da República em Elvas, passou a ter um regulamento sobre as normas de funcionamento do certame, aprovado nesta sessão da Câmara. Aprovado o protocolo com o Clube de Futebol “Os Elvenses” que articula o funcionamento das aulas de hidroginástica, de 150 alunos nas Piscinas Municipais.

Faixa publicitária

ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´