Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

Avança candidatura do montado a Património da Humanidade

O Alentejo quer que a UNESCO reconheça a singularidade do montado de sobro e o classifique como Património da Humanidade. A candidatura avança este ano e está a ser preparada pela Entidade Regional de Turismo do Alentejo, autarquias, instituições de ensino superior e entidades ligadas à fileira da cortiça. "Já constituímos uma comissão executiva para candidatar a Património da Humanidade algo que de facto é único no mundo", diz o presidente do Turismo do Alentejo, Ceia da Silva, defendendo que o montado constitui "a melhor imagem de marca da região pois confere identidade ao território".

"A nível paisagístico há uma forte concorrência internacional por parte de regiões como a Toscana ou a Austrália, por exemplo. A nível patrimonial há também destinos fantásticos. Mas montado só há um e esse tem de ser vivido no Alentejo."

A ideia da candidatura surgiu há dois anos em Portel durante a Feira do Montado, certame anual destinado a promover as potencialidades das florestas de sobreiros e azinheiras. "Estamos a falar de um ecossistema humano de preservação da natureza intimamente ligado à nossa forma de estar e de viver, à subsistência das pessoas desta região", diz Norberto Patinho, presidente da Câmara Municipal de Portel. "Se conseguirmos obter a classificação pela UNESCO haverá que cumprir obrigações acrescidas a nível de salvaguarda e preservação da genuinidade deste património", refere o autarca.

Portugal concentra 33% da área mundial de montado de sobro, o correspondente a mais de 730 mil hectares, cerca de 23% da floresta nacional. No Alentejo, a floresta de sobro estende-se por 520 mil hectares, o equivalente à que existe em Espanha, segundo produtor mundial. Segundo a Associação Portuguesa de Cortiça (Apcor), além da importância económica de uma fileira que exporta mais de 800 milhões de euros, a floresta de sobro contribui para a redução do efeito de estufa ao fixar anualmente 4,8 milhões de toneladas de dióxido de carbono.

O montado constitui ainda ba-se de um ecossistema único que conta com 24 espécies de répteis e anfíbios, mais de 160 espécies de aves, algumas das quais gravemente ameaçadas de extinção, e 37 espécies de mamíferos, incluindo o lince-ibérico.

FUTEBOL: Lito Vidigal já é o seleccionador nacional de Angola

O técnico Lito Vidigal, é a partir de hoje o seleccionador nacional de Angola, em futebol.

Contratado para os próximos dois anos, José Carlos Fernandes Vidigal, de 41 anos, afirmou ter pensado já a algum tempo em ocupar este cargo, o qual diz ter aceite por uma questão de orgulho e nacionalismo, considerando este momento, como o mais empolgante da sua vida.

O Lito Vidigal disse esperar pelo apoio de todos e pediu à “família” do futebol angolano para que pense de forma colectiva e objectiva, para o bem da modalidade.

Quanto ao trabalho, afirmou que dará continuidade ao que vem sendo feito pelo antecessor e depois de ter conhecimento da equipa vai fazer as alterações necessárias. O treinador segue viagem segunda-feira com a selecção para o Brasil, onde deve ocorrer a “transição de pastas”.

Nascido em Luanda aos 11 de Julho de 1969, Lito Vidigal  veio muito novo para Elvas, tendo-se iniciado no mundo do futebol em "O Elvas" - Clube Alentejano de Desportos.

Esta é a primeira vez que o antigo internacional angolano treina uma selecção, pois como técnico iniciou-se em 2004 no Portimonense (2004-2007), esteve no Ribeirão (2007-08), Estrela da Amadora (2008) e União de Leiria (2009).

TRÂNSITO: Detido condutor com taxa de alcoolemia de 3,38

Um homem, de 32 anos, foi detido esta sexta-feira, dia 7 de Janeiro, pelas 11 horas, no concelho de Vila Viçosa, com uma taxa de alcoolemia de 3,38 gramas por litro de sangue, revelou fonte da GNR.

As autoridades encontravam-se na estrada a efectuar uma operação de fiscalização de rotina quando foram alertadas por outros automobilistas de que havia um condutor que seguia no sentido Borba - Vila Viçosa aos "ziguezagues".

O homem foi mandado parar pelas autoridades quando se encontrava a dois quilómetros de Vila Viçosa, tendo desrespeitado o sinal de paragem efectuado pela GNR.

O condutor encetou a fuga dirigindo-se para o interior daquela vila alentejana, tendo sido interceptado após uma perseguição de dois quilómetros pelos carros patrulha da GNR de Vila Viçosa.

De acordo com a mesma fonte, após a detenção pelas autoridades, o condutor foi levado para as instalações da GNR, onde reagiu de forma "agressiva", tendo sido algemado.

O homem foi presente ao juiz da Comarca do Tribunal de Vila Viçosa, que não chegou a aplicar medida de coação devido ao facto de o mesmo "se ter sentido mal" na sala de audiências.

Faixa publicitária

ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´