Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

ELVAS: Executivo Municipal reúne dia 23 de Fevereiro

O executivo da Câmara Municipal de Elvas reúne no dia 23 de Fevereiro, quarta-feira, às 16 horas, no salão nobre. A reunião é aberta ao público e tem a ordem de trabalhos seguinte:

1 – Período Antes da Ordem do Dia
Ordem de Trabalhos
Aprovação da acta da reunião de 9 de Fevereiro de 2011 

2 – Expediente Geral
2.1 – Departamento de Administração Geral e Recursos Humanos
2.1.1 – Divisão de Administração e Recursos Humanos:
- Análises de Água;
- Relatório de Actividades da Comissão de Monitorização do Plano de Gestão de Riscos de Corrupção e Infracções Conexas.
2.1.2 – Divisão de Administração Urbanística
- Processo de publicidade;
- Processo de propriedade horizontal;
- Processos despachados de acordo com a delegação de competências;
- Pedido de informação prévia de obras;
- Processos de obras.
2- Departamento Financeiro e Desenvolvimento
2.2.1- Divisão Financeira:
- Resumo Diário da Tesouraria de 22 de Fevereiro de 2011
- Alteração Orçamental;
- Processos de Prestação de Serviços.
2.2.2- Divisão de Desenvolvimento:
- Atractividade Urbana
- Minuta de Contrato de Financiamento;
- Construção do Centro Interpretativo do Património;
- Minuta do Contrato de Financiamento;
- Pepal 4ª edição, orientadores de estágio.
2.3- Departamento de Obras e Serviços Urbanos:
- Empreitada de Complexo Social da Boa-Fé;
- Documentos de habilitação.

3 – Assuntos propostos pelo Presidente, Vice-Presidente e Vereadores:
3.1 – 1ª Revisão Orçamental 2011;
3.2 – Programa do 15º Carnaval Internacional de Elvas;
3.3 – Comemorações do Dia Nacional dos Centros Histórico;
3.4 – Participação na II Feira internacional Multicáceres Turística 2011;
3.5 – Arrelvamento Sintético do Campo Patalino, aprovação do projecto e execução da obra;
3.6 – Construção do Parque de Estacionamento da Quinta do Arcos, aprovação do projecto e execução da obra;
3.7 – Requalificação da envolvente à fonte do Rui de Melo, aprovação do projecto e execução da obra;
3.8 – Arranjos exteriores da envolvente à escola do Vedor, aprovação do projecto e execução da obra;
3.9 – Requalificação urbana e funcional de bairros periféricos de Elvas, Bairro da Boa-Fé, delimitação do jardim da Fonte da Prata, aprovação do projecto e execução da obra.
3.10 – Apoios:
a) GADICE, Grupo de Apoio e Dinamização Cultural de Elvas;
b) Associação de Estudantes da Escola Superior Agrária de Elvas;
c) Liga dos Combatentes, Núcleo de Elvas;
d) Banda 14 de Janeiro;
e) Barbaris BTT Team (Barbacena);
f) Corpo Nacional de Escutas, Agrupamento 158 (Elvas);
g) Clube Elvense de Natação.

PORTALEGRE: Mulheres usam malas forradas a alumínio para roubar

A Polícia de Segurança Pública (PSP) anunciou hoje, dia 18 de Fevereiro, que identificou duas mulheres de 30 e 44 anos, oriundas de um país do Leste Europeu, por tentativa de furto num estabelecimento comercial de Portalegre.

Segundo a PSP, as mulheres que usavam malas com o interior forrado com papel de alumínio, para que os artigos furtados não fossem detectados pelos alarmes do espaço comercial, actuaram em conjunto com uma terceira suspeita.

As autoridades apreenderam duas malas, que estavam na posse das duas mulheres, contendo artigos no seu interior avaliados em mais de 600 euros.

ALENTEJO: PJ suspeita de desvio de dinheiro para ajuda a bombeiros

O presidente de uma Associação de Bombeiros Voluntários e um comandante Operacional Distrital de Operações de Socorro de instituições do Alentejo são suspeitos de práticas fraudulentas com subsídios para combate a incêndios florestais.

A investigação da Policia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC), enviou para o Ministério Público um processo relativo ao alegado desvio de dinheiro dos subsídios para pagamento de bombeiros no combate a incêndios florestais.

O processo seguiu com proposta de acusação, sustentada em cerca de uma centena de documentos e em dezenas de inquirições.

Sem especificar as localidades em causa nem os nomes dos investigados, a PJ detalha que a investigação iniciada em 2009 reuniu indícios de que entre 2004 e 2008 esses dois indivíduos terão usado mais de 100 mil euros para fins diferentes dos previstos, e ainda em proveitos dos próprios.

Faixa publicitária

ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´