Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

CICLISMO: Lituano troca as voltas aos portugueses e garante vitória

Filipe Cardoso (Barbot/Efapel) venceu a derradeira etapa da Volta ao Alentejo em bicicleta, mas foi o lituano Evaldas Siskevicius, segundo classificado no Redondo quem venceu a prova. Siskevicius (Pomme Marseille) vestiu a última Camisola Amarela Delta Cafés e terminou a "Alentejana" com sete segundos de vantagem sobre Filipe Cardoso e nove sobre Bruno Sancho (LA/Antarte).

À partida de Montemor-o-Novo, Sancho era líder, mas os 18 segundos que gastou a mais ao concluir os 169,7 quilómetros desta quarta etapa foram decisivos para entregar ao corredor de 22 anos, natural da capital da Lituânia, Vilnius, o símbolo da liderança.

Ritmo veloz em busca da meta

A cerca de dez quilómetros da chegada, na ascensão à serra de Ossa, e depois de um andamento muito rápido durante toda a etapa, o pelotão fraccionou-se destacando-se Filipe Cardoso e Evaldas Siskevicius, os dois primeiros a passar a linha de meta no Redondo. O português ganhou quatro segundos ao adversário de fuga enquanto o terceiro foi Enrique Salgueiro (Louletano/Loulé) a 16 segundos com o pelotão onde estava o anterior líder a surgir logo depois.

Perdendo a amarela, restou a Bruno Sancho a classificação por pontos e respectiva camisola Kia. César Fonte (Barbot/Efapel) com o segundo lugar no prémio de montanha de 3ª categoria da serra de Ossa garantiu a camisola azul Liberty Seguros (montanha) enquanto o jovem de 19 anos Leonel Coutinho (Vitória/ASC) com o sexto lugar à geral ficou com a camisola laranja RTP (juventude).

Com o triunfo na 29ª Volta ao Alentejo, Evaldas Siskevicius venceu também o Troféu Xavier Tondo atribuído pela organização em homenagem ao corredor espanhol, vencedor no Alentejo, em 2005 e recentemente falecido. O lituano junta-se também à lista de vencedores da competição alentejana que tem tantos nomes quantas as edições já realizadas mantendo-se a tradição de nunca ninguém ter vencido a prova duas vezes. Além de curioso é um facto único em corridas regulamentadas pela União Ciclista Internacional.

Presidente do Gafetense morre no intrevalo de um jogo de velhas guardas

O presidente do Gafetense, Carlos Abreu, morreu este sábado, dia 11 de Junho, vítima de doença súbita.

Há vários anos dedicado ao clube da sua terra natal, Carlos Abreu, que tinha 36 anos, passou grande parte da sua vida nos estádios, dedicando-se de corpo e alma ao Gafetense, segundo relatos de amigos e colegas de trabalho.

Este sábado, ao intervalo de um jogo de treino das Velhas Guardas, no estádio Dr. Armando Pequito em Gáfete, Carlos Abreu, foi vítima de doença súbita, acabando por falecer no local, apesar das várias tentativas de reanimação a que foi sujeito.

Segundo o Centro distrital de Operações e socorro de Portalegre, o alerta foi dado às 18.45 horas, no local esteve uma ambulância dos Bombeiros Voluntários do Crato, com dois elementos e a VMER de Portalegre.

CICLISMO: Meia roda dá vitória a lituano mas camisola amarela continua portuguesa

Foi emocionante, e muito “apertado”, o sprint em Reguengos de Monsaraz que deu este sábado a vitória, na terceira etapa da 29ª Volta ao Alentejo em bicicleta, ao lituano Evaldas Siskevicius da equipa Pomme Marseille. O camisola amarela Delta Cafés, Bruno Sancho (LA/Antarte), em cima do risco de meta, ainda levantou os braços para comemorar o triunfo, mas as teimas terminaram com a evidência do fotofinish. Sancho foi segundo, mas reforçou a liderança na classificação geral passando a dispor de 11 segundos de vantagem sobre Siskevicius, um jovem de 22 anos que alcançou agora a primeira vitória como profissional. Samuel Caldeira depois desta chegada é terceiro classificado a 13 segundos.

Pelotão sempre debaixo de olho
Em plenas Festas de Santo António, Reguengos de Monsaraz encheu-se de cor e movimento para receber a tirada iniciada em Aljustrel. Os 175 quilómetros do dia foram sempre controlados pela equipa do líder, a LA/Antarte, mesmo quando surgiram algumas fugas que não tiveram qualquer consequência e nunca vingaram para além dos dois minutos e meio de diferença. Na passagem por Monsaraz, - prémio de montanha de 3ª categoria, - César Fonte (Barbot/Efapel) foi primeiro e amealhou mais pontos para a camisola azul Liberty Seguros (montanha). Depois de várias movimentações, a chegada à meta foi feita em bloco onde Evaldas Siskevicius conseguiu uma vitória muito renhida.

Bruno Sancho além da amarela acumula a camisola branca Kia (pontos) e Leonel Coutinho, de 19 anos,  (Vitória/ASC) passou a liderar a classificação da juventude envergando a camisola laranja RTP.

Redondo vai consagrar Camisola Amarela Delta Cafés
Este domingo, derradeiro dia de competição, vai começar às 11.25 horas em Montemor-o-Novo junto às piscinas. As metas volantes de Alcaçovas, Redondo (primeira passagem do pelotão pela zona de meta) e Bencatel e ainda a travessia da Serra de Ossa (prémio de montanha de 3ª categoria) são os pontos "quentes" de uma jornada decisiva de quase 170 quilómetros. A vila de Redondo assistirá engalanada ao final desta "Alentejana" cerca das 15.30 horas com uma festa de pódio que vai consagrar os vencedores da prova.

Faixa publicitária

ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´