Faixa publicitária
Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

CRATO: Número de mortos em lar de idosos sobe para dois

Uma mulher de 94 anos, internada no hospital de Portalegre com ferimentos graves sofridos num incêndio num lar de idosos no Crato, morreu sábado à noite, elevando para dois o número de mortos provocados pelo sinistro.

Fonte hospitalar adiantou hoje à Agência Lusa que a idosa tinha sido transportada para o Hospital de Portalegre na sexta-feira, com 82 por cento de queimaduras no corpo, tendo vindo a falecer pouco depois das 22.00 horas de sábado.

Além desta vítima, o incêndio de sexta-feira no Lar de Nossa Senhora da Luz, em Vale do Peso, no concelho do Crato, provocou ainda uma outra vítima mortal e seis feridos leves.

Em declarações à Lusa, o presidente do Lar de Nossa Senhora da Luz, José Dias, explicou que o incêndio poderá ter tido origem num objeto que terá começado a arder depois de cair numa braseira elétrica.

“É natural que deixassem cair qualquer coisa para a braseira elétrica e aquilo inflamou”, disse o responsável.

“Eu penso que na origem do acidente poderá estar a braseira elétrica”, sublinhou.

O alerta para o incêndio no lar de idosos foi dado às 11.35 horas, tendo sido mobilizados para o local vários elementos dos bombeiros e da GNR.

O Lar Nossa Senhora da Luz, inaugurado em 1988, acolhe 43 utentes e presta apoio domiciliário a 25 pessoas.

Piloto de Portalegre recebeu galardão correspondente à conquista da Taça Internacional FIA de Bajas 2010

Corolário de uma época notável, Nuno Matos recebeu este sábado, dia 22 de Janeiro, das mãos do presidente da Direcção da Federação Portuguesa e Automobilismo e Karting, Luiz Pinto de Freitas, o troféu atribuído pela FIA pela conquista do título mundial do Agrupamento T2 em 2010.

Após três títulos consecutivos no plano nacional, o piloto de Portalegre, viria a superar todas as expectativas na sua temporada de estreia além-fronteiras, confirmando a vitória na Taça Internacional FIA de Bajas por 22 de pontos de diferença para o segundo classificado e quando faltava ainda disputar uma prova para o final do calendário.

Aos 33 anos, e na sequência de duas vitórias e quatro subidas ao pódio na competição, Nuno Matos tornou-se no mais jovem português de sempre a conquistar um título mundial na disciplina.

"Foi um orgulho enorme poder trazer este título para Portugal, pelo que nada mais apropriado do que receber este troféu na Gala dos Campeões da FPAK, junto dos meus familiares, amigos e colegas", afirmou o piloto no final da cerimónia, este ano realizada no Auditório da Faculdade de Medica Dentária, em Lisboa.

Mas a tarde reservava ainda outro momento alto, com a entrega dos Prémios Especiais FPAK – 2010. E assim, pela segunda vez nesta Gala, Nuno Matos foi chamado ao palco, agora para receber o Prémio Prestígio, um galardão com que a Direcção da FPAK decidiu homenagear a fulgurante carreira do piloto no todo-o-terreno, com quatro títulos conquistados em outros tantos anos de competição.

"Ser credor desta distinção é uma enorme honra e, sobretudo, um reconhecimento que quero partilhar com todos aqueles que me acompanharam e apoiaram ao longo destes quatro anos e sem os quais nada disto seria possível: à minha família, aos meus navegadores, Filipe Serra e Jaime Cortês, aos incansáveis mecânicos da A. Matos Car e a cada um dos patrocinadores que tornou possível este sonho. A todos, sem excepção, o meu sincero obrigado", disse.

ELVAS: MACE apresenta em Fevereiro "O Museu em Ruínas"

Sábado, dia 5 de Fevereiro de 2011, a Câmara Municipal de Elvas inaugura, às 16.00 horas, no Museu de Arte Contemporânea de Elvas (MACE) a exposição "O Museu em Ruínas", a partir das obras da Colecção António Cachola.

O ensaio de Douglas Crimp, On the museum ruins (1993), constitui o ponto de partida e de orientação da temática desta exposição. Neste trabalho, o autor analisa o conceito de arte contemporânea e as instituições que a representam, evocando um novo conceito de museu pós-moderno, ou seja, de instituição de relevância social e cultural, protagonista de processos de produção, representação e consumo de significados no contexto de uma condição global pós-moderna.

A exposição "O Museu em Ruínas" pretende evidenciar esse novo paradigma de museu, através dos trabalhos dos artistas, uma vez que, tal como refere Scott Lash, "não são as sociedades no seu todo que se podem considerar pós-modernas mas algumas das suas emergentes manifestações culturais" (Sociology of Postmodernism, 1991).

Alexandre Estrela, Alexandre Farto Aka Vhils, Ana Rito, Isabel Simões, João Louro, Luís Palma, Maria Lusitano, Marta Soares, Mauro Cerqueira, Miguel Ângelo Rocha, ±MAISMENOS±, Nuno Sousa Vieira, Pedro Barateiro, Rodrigo Oliveira e Rui Chafes, são os artistas presentes nesta exposição, cujos trabalhos permitem leituras em torno dos conceitos de construção, mas também, de desconstrução e reconstrução, onde se ancilam os pressupostos teóricos do pós-modernismo e da contemporaneidade.
Francisco Tropa, artista representante de Portugal na 54ª edição da Bienal de Veneza em 2011, apresenta "Tesouros Submersos do Antigo Egipto", obra que reflecte preocupações estruturais (e estruturantes) sobre aquilo que pode definir o género humano e a sua relação com a Arte, na sua acepção global e, em última instancia, com o mundo.

Após um ciclo de apresentação da Colecção António Cachola em seis exposições temáticas (2007-2010), o MACE iniciou, em 2010, com o Museu Colecção Berardo, uma nova fase de trabalho, que se caracteriza pelo estabelecimento de relações com outras instituições museológicas, públicas ou privadas, para o desenvolvimento de projectos de divulgação das colecções e dos artistas e, simultaneamente, de valorização da criação artística nacional e internacional.
"O Museu em Ruínas" pretende fazer metaforicamente a ponte para essa nova fase protagonizada pelo MACE, onde os processos de desconstrução e reconstrução são considerados produtivos.

No âmbito do programa da inauguração será assinado um protocolo de colaboração entre o Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu Chiado e a Câmara Municipal de Elvas - Museu de Arte Contemporânea de Elvas, com o objectivo de promover uma cooperação regular efectiva entre as duas instituições no âmbito das respectivas missões, designadamente no que respeita ao estudo, documentação e divulgação dos acervos de que são depositárias.

Faixa publicitária

ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´