Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

Turismo do Alentejo protesta contra as "7 Maravilhas da Gastronomia"

Após ter conhecimento da lista das 21 receitas finalistas do concurso das 7 Maravilhas da Gastronomia, a Direcção da Turismo do Alentejo, ERT entendeu "exprimir o seu veemente protesto e indignação pelo lugar reservado à gastronomia da região alentejana, traduzido na presença de uma única receita alentejana na totalidade das 7 categorias a concurso".

Em comunicado, a direcção da Turismo do Alentejo, ERT, "não pode deixar de lamentar a desclassificação sofrida pela gastronomia alentejana". A questão é que o Alentejo foi a região com mais receitas pré-seleccionadas, "sendo expectável que na lista das 21 finalistas a proporção de pratos oriundos daquela, fosse idêntica ou, ainda que inferior, nunca reduzida à sua expressão mínima - como veio a suceder", lê-se no comunicado, que chama a atenção para o facto de que "outras regiões de peso gastronómico indiscutivelmente inferior, mantiveram, ou reforçaram mesmo, a proporção da sua representatividade na lista das 21 finalistas, facto que é difícil de compreender".

Afirmando desconhecer "os critérios efectivos que presidiram à escolha e selecção das receitas finalistas pela comissão científica/júri, os quais deveriam ser públicos", a direcção da Turismo do Alentejo declara que "esta avaliação não corresponde à importância que, de um modo geral, especialistas gastronómicos, críticos, media e publico em geral atribuem à gastronomia alentejana".

Uma posição que a ERT Alentejo vai transmitir ao ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, ao secretário de Estado do Turismo, às Confrarias gastronómicas do Alentejo e à empresa responsável pela organização da 7 Maravilhas, declara-se no comunicado.

CAMPO MAIOR: Incêndio destruiu fábrica da "Sanzé"

Um incêndio destruiu, terça-feira, dia 24 de Maio, a fábrica de aperitivos "Cachola e Muacho", na zona industrial de Campo Maior, onde trabalhavam 22 pessoas, e produzia os produtos de marca "Sanzé".

Segundo Rui Conchinhas, do Centro Distrital de Operações e Socorro (CDOS) de Portalegre as chamas terão consumido cerca de 80 por cento das instalações da fábrica, desconhecendo-se ainda as causas do sinistro.

O proprietário da fábrica, João Cachola, ficou desolado ao ver as chamas consumir em poucas horas o que tinha levado 25 anos a construir.

No local do sinistro, o presidente da Câmara Municipal de Campo Maior, Ricardo Pinheiro, mostrou-se solidário com o proprietário de uma das empresas referência daquele concelho.

O incêndio eclodiu entre as 20.00 e as 21.00 horas, envolvendo no combate às chamas 82 bombeiros de várias corporações e da GNR.

As operações de rescaldo duraram várias horas.

Veja aqui a reportagem fotográfica.

ESTREMOZ: Bombeiro bêbedo apanhado a conduzir ambulância

O comando dos bombeiros de Estremoz afastou da corporação um voluntário apanhado pela GNR a conduzir alcoolizado uma ambulância que transportava um doente para o Hospital de Évora. Acusou uma taxa de álcool de 1,61 g/l (mais do triplo do limite legal).

"Não podemos tolerar estas situações. É de extrema gravidade. Espero que a medida seja pedagógica para outros", referiu Carlos Machado, comandante dos bombeiros de Estremoz.

O caso ocorreu a 14 de Maio. O voluntário, com cerca de 40 anos e três como bombeiro, entrou ao serviço às 20h00.

Depois recebeu uma ordem para transportar um doente do centro de saúde de Estremoz para o Hospital de Évora. Acompanhado por outro bombeiro, guiou a ambulância até àquela unidade, a mais de 40 quilómetros de Estremoz.

Neste trajecto foi seguido por uma patrulha do Destacamento de Trânsito da GNR de Évora que havia sido alertada por uma denúncia para o posto de Estremoz.

Como o bombeiro seguia em marcha de emergência, só foi abordado depois de deixar o doente.

"Feito o teste de alcoolemia foi detido e depois libertado mediante Termo de Identidade e Residência", confirmou fonte da GNR.

No dia seguinte, os bombeiros instauraram-lhe um processo disciplinar. Foi expulso na quinta-feira. 

Faixa publicitária

ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´