Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

Gastronomia e vinhos atraem turistas ao Alentejo

“A primeira motivação de visita ao Alentejo é a monumentalidade e a segunda é a gastronomia e vinhos. Há muitas pessoas que vêm à região por ter uma gastronomia de excelência”, explicou o presidente da Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo, António Ceia da Silva.

Na opinião do mesmo responsável, a gastronomia e os vinhos constituem "um dos produtos em que o Alentejo tem mais força” e, por isso, a Turismo do Alentejo prevê começar a executar, este ano, um programa ligado à gastronomia, o “Alentejo Bom Gosto”.

Este programa, explicou, pressupõe a elaboração da carta gastronómica do Alentejo, a certificação dos restaurantes da região de acordo com os critérios do serviço de utilização de ementas típicas e a criação de um roteiro de restaurantes.

Segundo António Ceia da Silva, o “Alentejo bom gosto” prevê ainda a venda de pacotes turísticos que permitem visitas a unidades de enoturismo, lagares e queijarias da região, entre outras medidas, para promover os produtos alentejanos.

Por outro lado, o presidente da Turismo do Alentejo destacou o contributo dos eventos gastronómicos que se realizam na região, considerando serem um “componente essencial” para a divulgação da gastronomia e os vinhos do Alentejo.

Actualmente, está a decorrer em Évora a Rota dos Sabores Tradicionais, que se prolonga até final de Abril, com a adesão de meia centena de estabelecimentos comerciais do concelho, entre restaurantes, pastelarias e lojas gourmet, oferecendo uma vasta variedade de pratos de porco e borrego, sopas e doces.

Mais a Sul, em Vila Nova da Baronia, no concelho de Alvito (Beja), os espargos, as catacuzes e as carrasquinhas estão em destaque no ciclo gastronómico “As Ervas da Baronia”, que é promovido pelo município local.

A “Mostra de Peixe do Rio de Alandroal”, a Mostra Gastronómica de Caça de Mora, a “Cozinha dos Ganhões” de Estremoz, a Feira do Pão e Doçaria de Montemor-o-Novo e Feira do Queijo de Borba são outros dos mais importantes certames gastronómicos da região.

Três novos álbuns são apresentados no 9.º Portalegre JazzFest

Tal como nos dois anos anteriores o Festival de Jazz divide-se por dois fins-de-semana: o próximo e o seguinte, sendo o Centro de Artes e Espectáculos (CAEP) o palco central.

O crítico de jazz António Rubio salientou à Lusa “o excelente novo trabalho de Sassetti”, e sublinhou: “valeu a pena esperar sete anos” desde o anterior disco em trio, “Nocturno”.

Relativamente a este festival, além de destacar o espectáculo do Bernardo Sassetti Trio, Rubio afirmou que “é variado e podem sempre surgir surpresas, todavia só pelo Sassetti vale a pena ir até Portalegre”.

Além de Sassetti integram o cartaz do próximo fim-de-semana os norte-americanos Mostly Other People do the Killing, quarteto liderado por Moppa Elliott, que apresentam sábado à noite o álbum "The Coimbra Concert".

O álbum foi gravado ao vivo durante três noites em maio do ano passado no Salão Brazil, em Coimbra, no âmbito do Jazz ao Centro.

Além deste álbum na cidade alto-alentejana será apresentado "Organic Modernism", novo CD do Daniel Levin Quartet que sobe ao palco principal do CAEP no dia 25, às 21:30.

Também no dia 25, às 23:30, no café-concerto do CAEP, o trio constituído por Joe Hertenstein (bateria), Thomas Heberer (baixo) e Pascal Niggenkemper (trompete) apresenta o álbum “HNH".

O JazzFest do nordeste alentejano mantém a tradição de fazer o triângulo musical Estados Unidos/Portugal/Europa, admitindo o seu director artístico, Joaquim Ribeiro, “que este ano foge mais do ‘mainstream’, e nesse sentido o cartaz mostra maior consistência que em anos anteriores”.

“Quem gosta de jazz vem seguramente”, confia Joaquim Ribeiro.

O festival esteve para não se realizar “dado os constrangimentos orçamentais, e só foi possível pelas amizades que se construíram ao longo destes nove anos”, disse.

O orçamento do festival é de cerca de 35.000 euros, tendo a câmara portalegrense feito várias parcerias, nomeadamente com a editora Trem Azul/Clean Feed.

O ano passado, o festival juntou cerca de 1.500 pessoas, disse o responsável.

Marcos Bastinhas e Académicos de Elvas na Venezuela

O cavaleiro elvense Marcos Bastinhas e o grupo de forcados Académicos de Elvas, irão actuar no próximo dia 6 de Março na cidade Venezuelana de Mérida, numa corrida que dará a alterativa a um cavaleiro local, Rafa Rodrigues.

Lidar-se-ão cinco toiros de Campo Pequeño e completam o cartel o cavaleiro venezuelano José Luís Rodriguez, o colombiano Andrés Chica e o venezuelano Francisco Javier Rodriguez.

Após esta corrida, Marcos Bastinhas tem previsto apresentar-se na Colômbia.

Faixa publicitária

AUTENTICAÇÃO


ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´