Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
até 04/07/2017
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

Paco Bandeira recebeu Medalha de Mérito de Elvas

Paco Bandeira, o mais reconhecido cantor e autor elvense, realizou no passado dia 19 de Novembro um concerto no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, tendo sido distinguido com a Medalha de Mérito de Elvas.

Neste espectáculo, o artista que popularizou a frase “Oh Elvas, Oh Elvas, Badajoz à Vista” apresentou os principais êxitos de uma carreira com mais de quatro décadas.

Francisco Veredas Bandeiras nasceu em Elvas em 31 de Maio de 1945. Iniciou-se a cantar em público, com uma guitarra eléctrica, na estalagem de seu pai, às Portas de Olivença, em Elvas. Já sob o nome artístico de Paco Bandeira, integrou um conjunto musical muito reconhecido, nos anos 60 do século passado: “Os Cinco do Alentejo”, com Antónia Espada, António Ferreira, Lela Calhau e Martinho Garrido.

A entrada no mundo da canção nacional foi feita com a sua vitória no Festival da Canção da Guarda, transmitido em directo pela RTP e apresentado por Henrique Mendes, onde a vitória foi da canção “O Meu Violão”, composta e cantada por Paco Bandeira. Porém, a grande explosão da popularidade de Paco Bandeira fica associada a Elvas, pela canção “A Minha Cidade” e pelo refrão “Oh Elvas, Oh Elvas, Badajoz à Vista”. De resto, ainda hoje, quer no nosso País quer nas comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo, se complementam referências a “Elvas” com a expressão “Badajoz à Vista”, ainda na sequência da referida canção.

Ao longo de mais de 40 anos de carreira, Paco Bandeira compôs e interpretou centenas de canções e participou em milhares de espectáculos. Cantor, autor, concorrente a festivais de canção e autor de bandas sonoras de telenovelas são as suas principais actividades no meio artístico.

Paco Bandeira, em 17 de Novembro de 2007, encerrou em Elvas, no Coliseu José Rondão Almeida, a sua presença profissional sobre os palcos, realizando o concerto da sua carreira. Já em 14 de Junho de 2000, a Câmara Municipal de Elvas decidira atribuir o nome de Paco Bandeira a um arruamento da Quinta do Sena.

Pelo seu percurso artístico e pela promoção que proporcionou ao Alentejo através das suas canções e particularmente a Elvas com o tema “A Minha Cidade”, a Medalha de Mérito de Elvas foi atribuída a Francisco Veredas Bandeira, “Paco Bandeira”, de acordo com o Regulamento para a concessão de medalhas: “A Medalha de Mérito destina-se a galardoar indivíduos ou entidades que, pelas suas obras ou acções no campo cultural, artístico, científico, técnico, profissional, desportivo, humano, etc., revelem qualidades e virtudes que devem ser especialmente apontadas ao respeito e consideração públicos, ou de forma a projectar o nome do Concelho no País ou no estrangeiro”.

Suspeitos anarquistas foram libertados

Apesar de uma das principais ameaças à segurança da cimeira da NATO, assumida pela PSP, ser a ocorrência de acções violentas em manifestações executadas por grupos de cariz anarco-libertário, o Tribunal de Elvas libertou ontem o casal detido pela GNR com fortes indícios de pretender participar nesse tipo de crime. A mulher pagou a multa e o homem foi "expulso" para Espanha. O homem, 27 anos, de nacionalidade espanhola, e a mulher, 33 anos, portuguesa, foram apanhados na fronteira de Caia, às 04.45, quando atravessavam de Espanha para Portugal.

Os militares da GNR, de uma equipa de investigação criminal à civil, encontraram no automóvel diversas armas brancas, entre as quais uma catana de 40 cm, uma navalha-borboleta e um estilete afiado. Foram também apreendidos cartazes com imagens de polícias, com a farda da PSP, e várias palavras antiautoridade em espanhol, como "Polícias são chulos e prepotentes", "Eles torturam, maltratam, matam e ficam impunes", entre outros.

Até às 17.00 de ontem, 19 pessoas foram impedidas de entrar em Portugal e oito foram detidas, informou o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), em comunicado, na sequência da reposição do controle fronteiriço feito pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e pela GNR.

NATO: Onze detenções e 47 entradas recusadas a estrangeiros

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve esta quarta-feira 11 pessoas e recusou a entrada a 47 cidadão estrangeiros entre as 00h00 e 10h00 no controlo das fronteiras terrestres.

Um total de 35 745 cidadãos foram controlados nas fronteiras, avança a SEF em comunicado.

Na fronteira de Caia, Elvas, foram feitas quatro detenções, duas por posse de arma branca, uma por tráfico de droga e outra por arma proibida.

Foram ainda efectuadas cinco detenções na fronteira de Vila Real de Santo António/Castro Marfim, das quais quatro por tráfico de estupefacientes e uma por condução sem habilitação. Já em Vila Verde de Raia/Chaves, foram detidas duas pessoas por uso de documentos falsos ou falsificados.

"A reposição e controlo documental está a decorrer com normalidade, em conformidade com o planeado", assegurou o SEF.

Devido à reposição do processo de controlo das fronteiras internas de Portugal, todos os cidadãos, que se apresentarem nos pontos de passagem autorizados e nos postos de fronteiras , vão ser submetidos a inspecção.

Faixa publicitária

AUTENTICAÇÃO


ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´