Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária

AM Reserva do Comendador, entre os melhores vinhos do Mundo, segundo a Mundus Vini


 
Três vinhos a concurso, três medalhas conquistadas. Foi este o resultado obtido pela Adega Mayor naquele que é um dos concursos de vinho de maior prestígio a nível internacional, o Mundus Vini – Summer Tasting 2021.

Reconhecido com a mais alta distinção do concurso, apenas concedida a vinhos de “qualidade superior absoluta”, o AM Reserva do Comendador Tinto 2016 foi o único vinho nacional não licoroso reconhecido com a rara medalha Grande Ouro, sendo ainda distinguido com o “Best of Show”, indicando que foi o melhor de todos os vinhos a concurso da respectiva região, o Alentejo.

Foram ainda atribuídas as medalhas de Ouro ao AM Touriga Nacional 2017 e de Prata para o AM Reserva do Comendador Branco 2018, reforçando assim o reconhecimento da qualidade da Adega Mayor na produção de vinhos marcantes, aos quais a proximidade à serra de São Mamede, os solos franco-argilosos de origem granítica e o clima temperado conferem um carácter diferenciador.  

Mais de 4.500 vinhos de 35 países vitivinícolas de todo o mundo foram provados e avaliados na 29º edição dos MUNDUS VINI Grand International Wine Award, um evento realizado em Neustadt, na Alemanha, onde cerca de 120 peritos especialistas e enólogos internacionais provaram e avaliaram, de forma exigente e rigorosa, a grande qualidade dos vinhos a concurso.

“É uma grande honra receber esta distinção internacional. Além do que diz do trabalho que temos vindo a desenvolver, não escondemos o orgulho que sentimos por termos conseguido colocar um vinho português, em particular alentejano, entre os raros distinguidos com este galardão!”, refere Rita Nabeiro, CEO da Adega Mayor.

Os vinhos da Adega Mayor estão disponíveis na loja on-line da Marca. Pode seguir a Adega Mayor nas redes sociais (Facebook, Instagram, Youtube e LinkedIn) e ficar a par de todas as novidades.

GNR assinala “regresso às aulas” com acções de sensibilização


 
A Guarda Nacional Republicana (GNR), para assinalar o regresso às aulas, vai realizar um conjunto de acções de sensibilização dirigidas aos diversos intervenientes no ambiente escolar, desde professores, alunos e encarregados de educação, em todos os estabelecimentos escolares na sua área de responsabilidade, com o objectivo de transmitir conselhos de segurança.

Neste alinhamento, as Secções de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário (SPC) e os militares dos Postos Territoriais irão promover acções de sensibilização no âmbito da segurança na rua, em casa e ainda segurança rodoviária, uma vez que o fluxo de trânsito aumenta devido ao transporte dos alunos para a escola, sendo importante alertar os condutores para a utilização dos cintos de segurança e dos sistemas de retenção para crianças.

A GNR, para além da transmissão de conselhos de segurança aos encarregados de educação, irá ainda divulgar o Programa Escola Segura e dar a conhecer os militares responsáveis pelo programa na respectiva escola, com a distribuição do número de contacto das SPC, contribuindo desse modo para uma maior consciencialização dos encarregados de educação para a importância da segurança escolar dos jovens alunos e para uma melhor preparação das crianças e jovens, para os desafios que irão encontrar no regresso às aulas, aumentando o sentimento de segurança da comunidade escolar.

Governo decreta três dias de luto nacional e funeral de Estado


 
O Conselho de Ministros aprovou esta sexta-feira, dia 10 de Setembro, por via electrónica, o decreto que declara luto nacional entre sábado e domingo em homenagem ao antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, e a realização de cerimónias fúnebres de Estado.

Em comunicado, o Conselho de Ministros destaca Jorge Sampaio como "uma personalidade incontornável da vida política portuguesa". "Ainda estudante, participou na oposição à ditadura do Estado Novo, tendo sido um dos líderes da crise académica de 1962. Como cidadão e advogado defendeu vários presos políticos e prosseguiu a luta pela instauração da democracia em Portugal. Depois do 25 de Abril, foi membro do Governo, deputado e líder parlamentar, assim como presidente da Câmara Municipal de Lisboa. Foi ainda secretário-geral do PS", lê-se no comunicado.
Faixa publicitária
Faixa publicitária

ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´