Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
até 04/07/2017
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

José Calixto publica crónicas de uma década no livro "Sentir Reguengos"

José Calixto, Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, vai apresentar o seu segundo livro, "Sentir Reguengos", durante a 21.ª edição da Feira do Livro. O lançamento da publicação vai decorrer no dia 25 de Abril, pelas 21.30 horas, no Pavilhão Multiusos do Parque de Feiras e Exposições de Reguengos de Monsaraz.

"Sentir Reguengos", publicado pela Estremoz Editora, reúne as crónicas que o autor escreveu durante uma década no jornal Palavra e pretende ser uma colectânea de muitos momentos de reflexão. Nesta obra, integrada nas comemorações dos 50 anos do jornal, José Calixto aponta os grandes desígnios colectivos do concelho de Reguengos de Monsaraz e da região Alentejo.

O autor diz que "os sentimentos revelados mês após mês correspondem a uma tentativa constante de ajudar a sua comunidade natal num percurso de desenvolvimento sustentável. Este percurso faz-se por “Amor à Nossa Terra” e porque nunca nos devemos arrepender do que dizemos ou escrevemos ao longo da vida. Mais do que alcançar integralmente os nossos objectivos devemos sempre poder provar que lutámos por eles até ao limite das nossas forças".

"A estratégia para o turismo no Alentejo", "A prioridade de defesa do ambiente e da biodiversidade", "O Plano Estratégico de Desenvolvimento de Reguengos de Monsaraz", "Alqueva, o início de um novo ciclo e a regionalização", "O investimento público e municipal", "Habitação digna, sempre uma prioridade", "A reforma do Poder Local e o emagrecimento do Estado" e "O valor que sempre devemos dar aos (escassos) recursos públicos", são alguns dos títulos e temas das mais de uma centena de crónicas escritas no jornal Palavra e agora publicadas no livro "Sentir Reguengos".

Luís Capoulas Santos, Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, prefaciou a obra e escreveu: "Neste livro é possível observar, ao longo de mais de uma década, um pensamento coerente e estratégico, antecipador de uma acção política e social em prol da melhoria de uma população e de um concelho que desde há muito é visto e respeitado como um exemplo e um oásis de boa gestão e de prosperidade, que gostaríamos de ver multiplicado pela Região e pelo País".

José Calixto nasceu a 25 de Abril de 1964, é natural de Reguengos de Monsaraz, Licenciado em Economia pela Universidade de Évora, Pós-graduado em Estudos Europeus pela Universidade de Coimbra e em Gestão pela Universidade Nova de Lisboa. Actualmente exerce funções como Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, Presidente da RECEVIN – Rede Europeia das Cidades do Vinho, Presidente do Conselho Directivo da Associação Transfronteiriça do Lago Alqueva, Presidente da Direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Reguengos de Monsaraz, Vice-presidente do Conselho Directivo da CIMAC – Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central, Vice-presidente do Conselho Regional do Alentejo, entre outros cargos.

MONFORTE: CIT recebe exposição comemorativa dos 10 anos de alternativa de João Moura Jr.

O Centro Interpretativo Tauromáquico (CIT) de Monforte vai receber a partir do próximo dia 3 de Maio, uma exposição comemorativa dos 10 anos de alternativa de João Moura Jr.

A exposição, que irá retratar os 10 anos como cavaleiro de alternativa e onde estarão representados os grandes momentos da sua carreira até aos dias de hoje, vai estar patente até ao dia 15 de Maio.

Dezenas de livrarias juntam-se no centro histórico de Évora

 
Uma dezena de livrarias vai marcar presença na primeira edição da iniciativa "Livros à rua", que se realiza, entre este sábado, dia 22 de Abril, e 1 de Maio, no centro histórico de Évora, cujo programa inclui música, teatro, contos e marionetas. O evento integra "um conjunto de iniciativas em torno do livro e da leitura", mas "será mais do que uma mera feira do livro", afirmou esta quinta-feira, dia 20 de Abril, o vereador da Cultura da Câmara de Évora, Eduardo Luciano.

Promovido pelo município em parceria com a Biblioteca Pública de Évora (BPE) e a associação É Neste País e o apoio da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, o certame é financiado por fundos comunitários, através do programa Alentejo 2020.

O vereador adiantou que vai estar presente uma dezena livrarias, além de expositores institucionais das entidades organizadoras.

A Feira do Livro de Évora realizou-se, nos últimos três anos, integrada na Feira de S. João, que decorre no mês de Junho, por falta de verbas. Anteriormente, o certame, que "ocupava" a Praça do Giraldo, "sala de visitas" da cidade, funcionava "como o repositório de livros de fundo de catálogo das livrarias", disse o autarca.

"Este ano, é possível concretizar esta festa do livro e da leitura" graças a "candidaturas que foram aprovadas no âmbito do Alentejo 2020", adiantou, salientando que o evento vai ter um conceito diferente das últimas edições da Feira do Livro.

Eduardo Luciano destacou, desde logo, o local onde o certame vai decorrer como uma das principais novidades, indicando que o espaço escolhido foi o Largo do Marquês de Marialva, junto à Sé Catedral, no centro histórico da cidade.

Além da habitual venda de livros, o evento inclui apresentação de obras, exposições, poesia, contos, espectáculos de música e teatro, dança, jogos de tabuleiro, "workshops" e atelier de ilustração, entre outras iniciativas.

Um dos pontos altos é o concerto para crianças do projecto "Mão Verde", composto pela rapper Capicua e pelo guitarrista Pedro Geraldes, e com António Serginho, na percussão, e Francisca Cortesão, no baixo, que está previsto para o dia 29 deste mês, às 21.00 horas.
Faixa publicitária

AUTENTICAÇÃO


ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´