Portuguese English French German Italian Spanish
Faixa publicitária
até 04/07/2017
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

"Portugal Air Summit 2017" arranca amanhã em Ponte de Sor

O novo aeroporto de Lisboa é um dos temas em destaque na abertura da "Portugal Air Summ It 2017", que começa amanhã, quarta-feira, dia 24 de Maio, em Ponte de Sor, e se prolonga até ao próximo sábado, dia 27.

O ministro do Planeamento e das Infra-estruturas é o primeiro orador da sessão inaugural. Pedro Marques dará início aos trabalhos da maior cimeira do sector aeronáutico com a apresentação da Estratégia Nacional de Mobilidade.

Esta quarta-feira é dedicada às principais questões da aviação comercial em Portugal. Os presidentes da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, e do Conselho de Administração da ANA - Aeroportos de Portugal, Carlos Lacerda, são alguns dos principais decisores que falarão também da solução para Lisboa, sobre os seus desafios e oportunidades.

O painel de oradores e decisores desta sessão centrada no futuro aeroporto de Lisboa inclui também os responsáveis da NAV Portugal, da Associação Portuguesa de Transporte e Trabalho Aéreo, e da Associação Portuguesa de Pilotos de Linha Aérea.

Primeira edição no nosso país do "maior evento do sector aeronáutico, que junta os principais players e stakeholders nacionais e internacionais", nas palavras de Hugo Hilário, presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sor, a "Portugal Air Summ It 2017" decorrerá no Aeródromo Municipal, num centro de conferências e exposições concebido especialmente para o evento.

De recordar que o "Portugal Air Summ It 2017" é uma organização conjunta do município e da TheRACE.

Nuno Molarinho, responsável da TheRACE , explica que o programa dos quatro dias "inclui um conjunto de luxo de Oradores nacionais e internacionais, que vão debater o futuro do mercado nacional e global da aviação comercial tripulada e não tripulada (drones)".

Delta Q inicia produção da primeira máquina de cápsulas para o canal Horeca produzida em Portugal

A Delta Q, marca portuguesa líder de café em cápsulas, iniciou a produção da primeira máquina de café em cápsulas totalmente projectada pelo Grupo Nabeiro, em Campo Maior: a Mayor Q, destinada ao canal Horeca e Empresas. Esta máquina pretende ser uma referência no segmento business.

A Mayor Q reforça assim a aposta da marca no segmento business, contribuindo para a sustentabilidade do negócio e inovação do Grupo, através da preocupação constante em oferecer aos clientes e consumidores um produto de qualidade e diferenciador num contexto distinto, sempre com o perfil do café Delta Q.  

Esta nova máquina, destinada ao canal Delta Q business, foi totalmente desenvolvida e produzida no pólo industrial Tecnidelta II, em Campo Maior, uma unidade especializada na produção destes equipamentos destinados aos profissionais do mercado nacional e internacional.

O lançamento oficial da Mayor Q contou com a presença do Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, do Presidente do Grupo Nabeiro-Delta Cafés, Rui Nabeiro, e dos restantes membros da Administração.

Baja TT Reguengos de Monsaraz Capital dos Vinhos de Portugal com novo percurso e duas zonas espectáculo

 
A Baja TT Reguengos de Monsaraz Capital dos Vinhos de Portugal vai realizar-se entre os dias 26 e 28 de Maio em Reguengos de Monsaraz. Mais de 150 pilotos em automóveis, motos, quads e ssv vão disputar a vitória nesta prova do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno organizada pela Secção de Motorismo da Sociedade Artística Reguenguense com o apoio do Município de Reguengos de Monsaraz.

Esta é a segunda prova mais antiga do calendário do todo-o-terreno e uma das maiores manifestações desportivas realizadas no Alentejo. Pelo vigésimo nono ano consecutivo, milhares de espectadores vão aplaudir e festejar com os pilotos durante o prólogo e os dois sectores selectivos da competição.

A Baja TT Reguengos de Monsaraz Capital dos Vinhos de Portugal é a segunda etapa do nacional de automóveis, a quarta do calendário de motos, quads e ssv e a primeira do Desafio Mazda. Nesta edição, a maior parte do percurso da prova localiza-se no concelho de Reguengos de Monsaraz, com passagem por todas as freguesias. A organização renovou o percurso, com 50 por cento de novos troços e duas zonas espectáculo, nomeadamente no troço onde se vai disputar o prólogo e o regresso a esta competição da Herdade da Herdadinha, onde o rali não passava há dois anos.

Os automóveis vão disputar os troféus do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno nas categorias T1, T2 T3 e T8 e a Taça Nacional de Todo-o-Terreno nas categorias T0 e T8. O rali conta também para o campeonato nacional de motos e quads, enquanto os ssv vão competir para o Troféu CAN-AM Prozis, o Troféu Polaris RZR e para a Taça Yamaha YXZ1000R. Há ainda um troféu para os pilotos de motos do concelho.

Durante a tarde do dia 26 de Maio realizam-se as verificações técnicas e às 21.00 horas tem início a cerimónia de partida e a apresentação de todos os pilotos, que vão desfilar pelo palanque colocado na Praça da Liberdade. Neste local haverá uma festa para as equipas e para os adeptos do todo-o-terreno com música misturada pelo Dj El Prateado.

Na manhã de sábado, dia 27 de Maio, realiza-se o prólogo de 8,2 quilómetros junto ao Centro Náutico de Monsaraz. O primeiro concorrente em motos parte às 8.30 horas e duas horas mais tarde o primeiro automóvel. À tarde decorre o primeiro sector selectivo, com 154 quilómetros para os automóveis e 80 quilómetros para as motos, quads e ssv. Às 12.35 horas será dada a partida para o primeiro piloto em moto e às 15.30 horas para o de automóveis.

No domingo realiza-se o segundo sector selectivo, com início às 7.45 horas para o primeiro concorrente em moto e três horas depois para os automóveis, em que todos os concorrentes vão realizar os 154 quilómetros do percurso. O palanque de chegadas vai estar no centro da cidade de Reguengos de Monsaraz, na Praça da Liberdade, local onde vai decorrer a partir das 14.00 horas a festa final do rali e a cerimónia de pódio, e às 16.00 horas a entrega dos prémios.

Nuno Matos foi o vencedor da prova no ano passado na competição automóvel. Nas 28 edições do rali destacam-se Miguel Barbosa, que tem o maior palmarés nesta categoria com nove vitórias em Reguengos de Monsaraz, e Carlos Sousa, que venceu três vezes.

Nas motos, em apenas quatro anos de competição nesta prova, a vitória em 2016 foi para António Maio, que se juntou aos anteriores vencedores, nomeadamente Luís Ferreira, com duas vitórias, e Mário Patrão. Nos quads, Beto Borrego ganhou os quatro ralis, enquanto nos ssv houve um vencedor em cada edição, com Ricardo Carvalho a ganhar no ano passado e João Lopes, Nuno Tavares e João Dias a vencerem também uma prova cada um.
Faixa publicitária

AUTENTICAÇÃO


ELVAS.com.pt O Portal da Cidade
´